Documentário mostra que um em quatro presos no mundo está na “Terra dos Livres”

A 13ª Emenda da Constituição proibiu, em 18 de dezembro de 1865, a escravidão nos Estados Unidos, “exceto como punição por um crime”. Imediatamente após a abolição se sucedeu o aprisionamento em massa de negros no país, em detenções a partir de “crimes” como vadiagem, por exemplo. Segundo o documentário “13th” (referência ao número da emenda), do NETFLIX, esse encarceramento em massa é uma extensão da escravidão.

A ideia do documentário era inicialmente tratar do lucro de empresas privadas responsáveis pela gestão de penitenciárias.  “Descobri que não poderia contar a história completa sem dar o contexto histórico e cultural”, afirmou a diretora Ava DuVernay, também autora do filme Selma, sobre o movimento de Direitos Civis dos anos 1960, contra o racismo e suas leis segregacionistas nos EUA.

“13th” é uma crítica ao sistema punitivista do país, que ao longo desses 150 anos prendeu sistematicamente negros, e criou a maior população carcerária do mundo, 2 milhões de pessoas (60% negros). Um em cada quatro presos no planeta está nos Estados Unidos, a “terra dos livres”.

Esta página do Fragoso já mostrou em posts anteriores o fracasso da Guerra às Drogas e do sistema privado de prisões norte-americano, com lucro anual de US$ 1,7 bilhão. Parte desses fenômenos foi reproduzido no Brasil. Assista ao filme!